Aconcelhamento

Orientação
     Orientar, do ponto de vista terapêutico, significa facilitar o conhecimento e analisar os caminhos ou direções para a conduta, com base em referenciais pessoais e sociais.
     Aconselhar, paralelamente, referindo-se ao processo de indicar ou prescrever caminhos, direções e procedimentos ou de criar condições para que a pessoa faça, ela própria se responsabilizando por suas escolhas a serem percorridas no seu processo de evolução, transformação.
        Às vezes uma simples ação orientadora, em que se facilita o acesso a informações e se deixa à pessoa decidir por si só, pode ser muito eficaz do que um conselho ou controle da conduta; noutros casos, principalmente em situações de emergência e de grande ansiedade, um conselho poder ser mais produtivo do que um demorado processo de orientação ou de terapia; em muitos casos, porém, orientações e conselhos não são suficientes para alterar a conduta, recorrendo à terapia, como um processo mais complexo, mais difícil e mais demorado a efetividade de uma personalidade do cliente, as emergências existente, os recursos disponíveis e, principalmente, os objetivos que se quer atingir e os critérios sociais e filosóficos que os determinam.
Aconselhamento segundo os efeitos históricos
        Os conceitos de orientação e de aconselhamento, vistos pelo lado de seus efeitos, têm variado ao longo da história. Já dizia Sócrates quatro séculos antes de Cristo: "Conhecer-te a ti mesmo". É lógico que esse conceitos foi se renovando no seu posicionamento atual de outras linhas existencialistas e que algumas alterações de forma e de conteúdo vem se prevalecendo através dos tempos.
      Estou citando Sócrates para termos o conhecimento de quantos séculos atrás já se falava no autoconhecimento humano.
       Sócrates foi um grande defensor do autoconhecimento e durante a sua vida dedicou muito tempo para tentar entender a sua própria natureza. Afirmou que nenhum indivíduo era capaz de praticar o mal conscientemente e propositadamente, mas que o mal era um resultado da ignorância e falta de autoconhecimento.
Explicação da frase: "Conhecer-te a si mesmo"
     A frase completa é: "Conhecer-te a si mesmo e conhecerás os deuses do Universo.
   Esta frase indica que o primeiro passo para o verdadeiro conhecimento é nos conhecermos a nós próprios. Se queremos conhecer o mundo a nossa volta, devermos em primeiro lugar conhecer quem somos.
 
     O conhecimento e conhecer a nós próprios é um processo, uma busca que não tem fim e a cada dia podemos aprender mais.
     O processo de autoconhecimento muda a forma como uma pessoa interage com o mundo e com as outras pessoas, abrindo a possibilidade para conhecer e aprender novas coisas.
       Outra explicação é que é mais importante nós nos conhecermos, termos noção de que nós somos e não dar importância ao que as outras pessoas pensam sobre nós.
     No decorrer dos séculos, está frase foi usada por vários autores e pensadores, tendo por isso várias interpretações.
Aconselhamento terapéutico
      Se você que está em um momento da sua vida onde você precisa tomar uma atitude e cuidar do seu bem estar físico, mental e espiritual para atingir um estado de satisfação mais plena na vida, você vai se beneficiar tendo algumas sessões de Aconselhamento Terapêutico.
    A finalidade das sessões de aconselhamento terapêutico é promover as mudanças que você quer e necessita fazer em sua vida, colaborando para a resolução de dificuldades específicas, auxiliando na tomada de decisões.
     Trata-se de uma atendimento destinado a questões e dúvidas onde o terapeuta dá suporte de conhecimento específico para te auxiliar em diversas questões do tipo: como lidar com meu filho adolescente? Como escolher uma faculdade? Como lidar com meu lado afetivo? Como lidar com as pessoas na família, no trabalho e as amizades? Como melhorar o relacionamento com os pais?
   
     Diferente do que popularmente se entende como  "dar conselhos", a conversação terapêutica aplica muito do saber ouvir, pontuando tópicos relevantes com perguntas pertinentes e convites à reflexão.
      O aconselhamento não é o mesmo que dar conselhos, ou seja, dizer o que a pessoa deve ou deixa de fazer. O terapeuta não interfere no livre arbítrio do cliente, mas sim dever colocar conscientizando que é responsável pelas suas escolhas; tendo a assim a possibilidade de dialogar com um profissional para compreender suas dúvidas, oferecendo os seus conhecimentos.
Temáticas desenvolvidas no Aconselhamento Terapêutico:
Aconselhamento Individual
Lidando com separação ou perda
Lidando com Depressão
Lidando com Ansiedade
Lidando com o Stress
Lidando com Inquietação constante
Lidando com outras emoções destrutivas
Aconselhamento terapéutico Individual
     É feito dentro de um ambiente privado e com maior nível de confiabilidade. Na sessão de aconselhamento o cliente tem a oportunidade de expor ao conselheiro terapêutico suas dificuldades, insatisfações, conflitos e dúvidas que esteja enfrentando. O conselheiro por sua vez vai lhe ouvir atentamente, principalmente respeitando o seu ponto de vista.
     Através deste processo o conselheiro então pode trazer a tona uma visão externa do seu questionamento, ajudá-lo a explorar alternativas criativas para suas opções, acompanhá-lo no processo de escolha e decisão sem estabelecer julgamentos partidários.
     Como foi dito anteriormente é muito importante entender que o conselheiro não dá conselhos do tipo "se eu fosse você...", ou "o melhor para você seria...", mas a função fundamental do conselheiro é sim, oferecer uma ajuda para a expansão de sua consciência e percepção dos fatos onde você possa decidir.  Neste processo o conselheiro terapêutico promove mudanças importantes em seus pensamentos, sentimentos e comportamento, facilitando uma estabilidade maior na sua vida.
     No final de cada sessão ou no máximo na segunda sessão (em casos específicos), você terá uma estimativa de quantas sessões seriam necessárias para atingir seus objetivos.
    Utilizamos técnicas de aconselhamento terapêutico integrada a outras terapias holísticas para ajudar os clientes expandirem suas percepções de seu momento presente. Com este método, você segue um programa de treinamento que gradativamente via lhe oferecendo os recursos para se auto-ajudar ou mesmo poder estabelecer por si só novas opões e saídas para seus conflitos, dúvidas e incertezas.
Aconselhamento terapéutico para quem está lidando com Separação ou Perda
      Separações ou perdas de uma forma geral são extremamente difíceis para a maioria das pessoas. 
Em geral, em nossa cultura, não fomos especificamente ensinados a lidar com perdas por separação ou mesmo por morte.
   Uma dor profunda toma conta das pessoas que sofrem por perdas podendo isso levar a deterioração da saúde física e mental.
      Em alguns casos, estes sintomas perduram por muito tempo (anos) após a perda e a pessoa não é mais capaz de identificar as origens destes sintomas.
   Em casos de perda por morte, e mais particularmente as perdas por pessoas queridas por suicídio ou mesmo por morte violenta (crimes, acidentes, etc.) os sintomas se estendem além dos processos conscientes mais observáveis levando a pessoa a um redomoinho de infelicidades constantes sem origem identificada que poderiam ser evitadas.
      A separação às vezes não é por questões de morte, mais sim de abandono de um parceiro ou pessoa querida. Estas separações são deixados com um sentimento profundo de perda e inadequação.
Aconselhamento terapéutico para quem está lidando com Depressão
     Um dos métodos mais empregados no combate aos estados clínicos depressivos é utilizar-se do aconselhamento integrado com outras técnicas terapêuticas.
    No treinamento a pessoa vai entrando em contato com as técnicas meditativas gradualmente, seguindo um programa disciplinado e especialmente formulado para o entendimento das origens dos estados depressivos e consequentemente tornando-se consciente de suas caudas e fatores que os acionam.
Aconselhamento terapéutico para quem está lidando com Ansiedade
     De uma forma objetiva o aconselhamento integrado com outras técnicas terapêuticas oferece à pessoa que sofre de ansiedade uma oportunidade de buscar este estado de equilíbrio antes de uma crise de ansiedade extrema ou mesmo de ataque de pânico.
    No treinamento a pessoa vai entrando em contato com as técnicas meditativas gradualmente, seguindo um programa disciplinado e especialmente formulado para o entendimento das origens da ansiedade extrema e consequentemente tornando-se consciente de suas causas e fatores que o acionam.
     Em muitos casos, as técnicas utilizadas são introduzidas a princípio levando a pessoa a um estado de maior tranquilidade sem "forçar o controle" de seus estados mentais. Os pensamentos causadores da ansiedade vão então se tornando menos significativos nos estados de ansiedade e pânico.
Aconselhamento terapéutico para quem está lidando com Outras emoções Destrutivas
    Emoções destrutivas de uma forma simplificada, são todos os tipos de impulsos emocionais que interferem com a estabilidade da sua vida e das vidas das pessoas à sua volta, gerando consequências não desejadas.
        A raiva, o ódio, a angústia, a tristeza desnecessária e até mesmo o mau humor constante fazem parte de uma lista enorme de emoções destrutivas.

Terapeuta

     Holístico

Rua Gervasio Seabra, nº 05 - Pau Grande 
Magé - Rio de Janeiro
Cep: 25.933-245
Tel: (21) 2739-1097
Cel: (21)99239-3259

Terapeuta Holístico Responsável

Nielsen Correia

Practitioner de bach

Registro - BRZ-2016-1024c

Conhecendo os tipos de Terapia

Florais de Bach

Aconselhamento

Reiki

Terapias disponíveis

Florais de Bach

Aconselhamento

Redes Sociais
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon